5 mirantes para aproveitar a paisagem na Ilha da Madeira

5 mirantes para aproveitar a paisagem na Ilha da Madeira

Uma das características que mais chama a atenção na Ilha da Madeira é a beleza local, seja das grandes montanhas, das florestas ou cidades e vilas. A melhor maneira de ter uma visão panorâmica é visitar um dos inúmeros mirantes espalhados pelo arquipélago. Muitos deles estão no final de trilhas, sendo recompensas gratificantes ao final de um bom exercício.

A seguir, conheça cinco desses spots perfeitos para apreciar a paisagem madeirense.

Cabo do Girão

Este é o mais famoso mirante madeirense, que está sobre uma parede rochosa de 580 metros de altura, debruçada sobre o oceano e com vista para o mar e a capital, Funchal. Ele conta com uma passarela suspensa de vidro, conhecida como skywalk, que garante uma experiência eletrizante.

Pico Areeiro

Nossa segunda sugestão fica a mais de 1.800 metros de altitude, sendo o segundo cume mais alto da Madeira. Muitos visitantes têm a sensação de estarem nas nuvens devido à altitude impressionante. Lá, você pode apreciar o cenário do maciço central da ilha e começar uma emocionante trilha até o Pico Ruivo, este sim o mais alto do destino.

Farol da Ponta do Pargo

Na ponta oeste da Madeira, este farol quase centenário possui um mirante a 312 metros de altura. Apesar de não ser o mais alto, sua vista para o mar compensa muito – especialmente ao pôr do sol. Ver esse espetáculo da natureza do melhor lugar da casa é de tirar o fôlego.

Ponta do Rosto

Este ponto da ilha permite observar tanto a costa norte quanto a costa sul da Madeira e, em dias de sol, é possível ver até mesmo Porto Santo, a outra ilha habitada do arquipélago que guarda belas praias. O contraste entre o mar do norte, com ondas revoltas, e o mar do sul, bastante pacífico, promete encantar os admiradores de paisagens naturais.

Pico dos Barcelos

O Pico dos Barcelos está a 355 metros de altitude e tem acesso fácil. Dele, é possível observar toda a Baía do Funchal e, em dias claros, pode-se ver até mesmo as Ilhas Desertas, conjunto de ilhas desabitadas que fazem parte do arquipélago. A visão é de 360 graus, o que o deixa ainda mais impressionante.